Vereadores de Ponta Porã aprovam 66 emendas ao projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias Featured

Os 17 vereadores de Ponta Porã demonstraram claramente que estão interessados em ajudar a administração municipal na aplicação dos recursos públicos. Os parlamentares aprovaram na sessão ordinária de terça-feira, 07 de julho, 66 emendas ao projeto de lei da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que vai nortear a elaboração do Orçamento do Município para o ano de 2021.

Os vereadores, por meio das emendas, apontam as prioridades para aplicação e investimento dos recursos municipais no próximo ano. São emendas que asseguram recursos para investimentos em setores essenciais como Educação (ampliação e construção de escolas), aquisição de materiais e equipamentos. Também investimentos na ampliação das unidades de saúde, beneficiando a população. Ainda foram aprovadas emendas assegurando recursos para investimentos em infraestrutura, sendo a construção de asfalto uma das prioridades.

A sessão ordinária de terça-feira, 07 de julho, foi a última do primeiro semestre legislativo. Utilizada prioritariamente para apreciação e votação do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias, a sessão contou ainda com a leitura de um decreto municipal direcionando recursos para o setor de saúde, e também pela leitura de um abaixo assinado encabeçado pelo Partido Patriotas referente ao pedido de não fechamento do comércio por conta da pandemia do novo coronavirus.

Também foi feita a leitura de um projeto de lei de autoria do vereador Adãozinho Dauzacker propondo a criação de um programa municipal para enfrentamento à disseminação de informações falsas, “fake news” , em Ponta Porã.

O presidente da Casa de Leis, Rony Lino Miranda, aproveitou a oportunidade para avaliar os trabalhos desenvolvidos neste primeiro semestre de 2020. Segundo ele, mesmo com muitas dificuldades por conta das medidas rigorosas adotadas para controlar o avanço da pandemia, o Parlamento Municipal trabalhou bastante, apreciando e aprovando muitas medidas de interesse da população. “Mesmo com as limitações impostas pelos cuidados com a pandemia pudemos realizar todas as sessões, sendo presenciais ou por meio do uso da tecnologia. O importante é que foi possível trabalhar bastante e, neste sentido, estamos satisfeitos com os resultados obtidos. Agora, mesmo no recesso parlamenetar, o trabalho vai continuar, com cada vereador buscando

diariamente, atender as solicitações dos moradores. Na verdade, o trabalho dos vereadores não para nunca”, declarou Rony Lino.

A próxima sessão ordinária deverá ser realizada no mês de agosto. Até lá a Câmara Municipal entrará em recesso parlamentar, com as atividades internas sendo desenvolvidas normalmente. Os parlamentares continuão atendendo a população, dentro e fora da sede do Poder Legislativo Municipal.

Foto: Marcio Blanco

 

 

 

 

 

Rate this item
(0 votes)

Deixe um comentário em nosso mural

Certifique-se de inserir todas as informações necessárias, indicadas por um asterisco (*). Código HTML não é permitido.

Notícias Recentes

CURTA NOSSA PÁGINA

Imagens Notícias

Campo Grande terá toque de recolher às 21h, horário do comércio ampliado e blitze

Coronavírus: Rússia deve realizar vacinação em massa no começo de 2021

Maior parte das UTIs de Campo Grande está ocupada com vítimas de violência

Justiça mantém internação de adolescente que roubou mulher a caminho do trabalho

Promoção: Quarto dos Meus Sonhos

Em casa: saiba como melhorar o rendimento nos estudos durante a pandemia

Coronavírus: casos se aproximam de 1,3 mi na Índia e Espanha fala em 2ª onda de infecção

Pedido de desculpas não livra de punição desembargador que humilhou o guarda

Oi fecha acordo para venda e pode virar operadora de redes