Candinho Gabínio quer restaurante popular para atender pessoas em situação de vulnerabilidade Featured

O presidente da Câmara Municipal de Ponta Porã, Candinho Gabínio solicitou durante a sessão ordinária desta terça-feira, 08 de outubro, ao prefeito, Hélio Peluffo Filho e ao secretário municipal de Obras e Urbanismo, André Manosso, a instalação de uma faixa elevada na Rua Agripino Neves Pinheiro, no bairro da Granja, próximo à academia ao ar livre.

O parlamentar justificou seu pedido dizendo que a população pede a instalação da faixa a fim de evitar acidentes. “Esta indicação é necessária, tendo em vista que o local mencionado possui um grande fluxo de veículos, principalmente durante o horário de pico, o que pode ocasionar acidentes. Também devemos ressaltar que muitas pessoas frequentam a academia ao ar livre e grande parte dos usuários são crianças e devemos nos atentar a segurança da nossa população”, disse.

Restaurante Popular

O presidente da Casa Legislativa, Candinho Gabínio, também solicitou a construção de um Restaurante Popular, na área central do município. O pedido foi encaminhado ao prefeito, Hélio Peluffo Filho, com cópia á secretária de Assistência Social, Vera Lúcia de Oliveira.

Na tribuna, Candinho Gabínio disse que esta solicitação tem como finalidade beneficiar pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade. “A ideia inicial é trazer a política social de acesso à refeição através da construção de um Restaurante Popular e desta maneira garantir uma alimentação balanceada e de qualidade para aqueles que realmente necessitam”, explicou.

Transporte

A terceira indicação realizada pelo presidente da Câmara Municipal de Ponta Porã, Candinho Gabínio, durante a sessão ordinária, solicita informações sobre a Empresa Cruzeiro do Sul não realizar mais a linha Guia Lopes. Cabeceira do Apa/ Antônio João e Ponta Porã.

Para Candinho Gabínio, essa solicitação é necessária, “tendo em vista o nosso papel de legislador, o qual tem por obrigação fiscalizar e cobrar melhorias no serviço público municipal. Devido a informações de que a empresa Cruzeiro do Sul, detentora da linha supracitada, não vem realizando este serviço há algum tempo gerando inúmeras reclamações e solicitações por parte dos munícipes dos locais mencionados. Desta forma, enquanto vereador, encaminho este documento para confirmação ou não dos fatos, de modo que este problema seja resolvido e a situação possa ser normalizada, beneficiando assim, a população que necessita desta linha para realizarem seus compromissos pessoais”, relatou.

Rate this item
(0 votes)

Deixe um comentário em nosso mural

Certifique-se de inserir todas as informações necessárias, indicadas por um asterisco (*). Código HTML não é permitido.

Notícias Recentes

CURTA NOSSA PÁGINA

Imagens Notícias

Golpistas vendiam casas ‘fakes’ por R$ 12 mil e esquema é descoberto pela polícia em MS

Bolsonaro descarta recriação do Ministério da Segurança Pública

Novo portal do Sisu deve gerar economia de R$ 25 milhões em cinco anos

Casal de MS pedala 750 km para chegar à praia de bike

Estudantes podem se increver no Sisu a partir desta terça-feira

FORÇAS DA SEGURANÇA PÚBLICA PARAGUAIAS APREENDEM ARMAS DE GUERRA, AERONAVE E DOIS ACABAM PRESOS NA FRONTEIRA COM O MS

Moro diz que fugitivos “vão ganhar passagem só de ida” a presídio federal

O que é couvert artístico e por que pagar?

Cantor de igreja tem celular apreendido e é indiciado por estupro de menino