admin

admin

A suposta compra de divulgação em redes sócias poderia estar ocorrendo com prováveis eleitores que tem feito divulgação em sua página no Facebook pelo custo de um mil reais, pratica esta que estaria influenciando eleitores em Ponta Porã MS.
O pagamento seria paga de forma não declarada, esta forma seria caixa 2. O eleitor se confirmada a pratica poderá responder por crime eleitoral. E o candidato(a) ficara impedido de assumir cargo publico e outros como multa.

 

por Redação JP

Foram apreendidos centenas de fardos de maconha.(Foto: Adilson Domingos) A Polícia Militar Rodoviária da Base da Picadinha apreendeu na noite de ontem (17), mais um grande carregamento de maconha. O entorpecente estava sendo transportado em uma carreta Scania T 113 com placas KBI 6336 de Ituiutaba (MG). Os policiais estavam em uma barreira na rodovia MS 379 nas proximidades da Pedreira que dá acesso a BR 463 entre Dourados e Laguna Carapã, quando o motorista diminuiu a velocidade, pulou da carreta e fugiu. A carreta foi pelada para a DEPAC em Dourado onde a droga foi retirada e pesou ao todo 4 toneladas e 200 quilos da droga. Foram feitas buscas pela região, mas o motorista não foi localizado. O caso será investigado pela Polícia Civil de Dourados. Tocador de vídeo 00:00 00:22

 

 

 


FONTE: PONTA PORÃ NEWS

De acordo com a polícia, o objetivo do homem era passar despercebido pela alfândega para não pagar os 18% de impostos obrigatórios

Por RPC Foz do Iguaçu e G1 PR — Foz do Iguaçu

O governo do Paraguai divulgou protocolo sanitário com regras para a reabertura gradual da Ponte Internacional da Amizade, entre Cidade do Leste, no país vizinho, e Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. A informação foi divulgada no sábado (10).

O Ministério das Relações Exteriores do Paraguai afirma que a reabertura foi acordada com o governo brasileiro para ocorrer na quinta-feira (15).

Nos primeiros 15 dias da reabertura, conforme o documento, apenas moradores de Foz do Iguaçu e Cidade do Leste poderão atravessar a fronteira, que está fechada desde março de 2020 por causa da pandemia do novo coronavírus.

Poderão passar pela ponte apenas os brasileiros com documento de identidade com expedição em Foz do Iguaçu, outros documentos, como comprovante de residência, não serão aceitos, segundo a direção de migração.

 

"Este protocolo é somente para cidades gêmeas, terá que ter simplesmente o documento de identidade. O trânsito vai ser livre, não vai precisar nem de comprovante. Eles vão poder ingressar sem problemas pela ponte e depois voltar para o seu país", explicou o diretor de migração do Paraguai, Favio Espinoza.

 

O Itamaraty não se posicionou sobre a possibilidade de reabertura da fronteira entre Brasil e Paraguai no dia 15. O G1 entrou em contato com o governo federal e aguarda retorno.

A decisão sobre a abertura da fronteira cabe ao governo federal de cada país, dessa forma, para que a reabertura ocorra, Brasil e Paraguai devem autorizar a passagem dos estrangeiros pela Ponte Internacional da Amizade de forma recíproca.

Em Foz do Iguaçu, Ponte Internacional da Amizade está fechada dos dois lados — Foto: RPC Foz do Iguaçu

Em Foz do Iguaçu, Ponte Internacional da Amizade está fechada dos dois lados — Foto: RPC Foz do Iguaçu

 

Regras para a reabertura

 

O protocolo publicado pela direção de migração do Paraguai estabelece horários de entrada no país.

Conforme o documento, será possível passar pela Ponte da Amizade das 5h às 14h. Depois desse horário, a fronteira será fechada.

A saída do país será livre em qualquer horário, segundo a direção.

Corredor de acesso dos pedestres está fechado em Cidade del Leste, no Praguai — Foto: Giovani Zanardi/RPC

Corredor de acesso dos pedestres está fechado em Cidade del Leste, no Praguai — Foto: Giovani Zanardi/RPC

Durante 15 dias, não será permitida a passagem de pedestres, apenas moradores em veículos.

 

"O tráfego nesses 15 dias será de veículos, somente de veículos. Serão habilitadas vias para o acesso deles. Haverá controle migratório aleatório na ponte", disse o diretor da migração paraguaia.

 

Brasileiros poderão circular em Cidade do Leste por um raio de 30 quilômetros da fronteira. A passagem só será possível após a pessoa se registrar na migração, passar por quarentena e comprovar que tem seguro de saúde que cobre internação por Covid-19.

Para fiscalizar as medidas sanitárias, o Paraguai afirmou que montará barreiras sanitárias nas saídas de Cidade do Leste.

No Brasil, a Polícia Federal (PF), responsável pelo controle de migração, informou que aguarda um posicionamento de Brasília sobre uma norma específica para a reabertura.

Na portaria publicada no dia 2 de outubro, o governo brasileiro afirmou que não haveria restrições ao tráfego de residentes fronteiriços em cidades gêmeas, mediante a apresentação de documento de residente fronteiriço ou de outro documento comprobatório, desde que seja garantida a reciprocidade no tratamento ao brasileiro pelo país vizinho.

Ponte da Amizade poderá ser reabertura no dia 15 de outubro, segundo governo paraguaio — Foto: Ponte da Amizade

Ponte da Amizade poderá ser reabertura no dia 15 de outubro, segundo governo paraguaio — Foto: Ponte da Amizade

 

Foz do Iguaçu

 

A Itaipu Binacional, que mantém contato com o governo federal, afirmou que a reabertura ocorrerá no dia 15 de outubro.

Em meio à expectativa de reabertura da ponte, a Secretaria de Saúde de Foz do Iguaçu busca 30 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A tentativa de leitos conta com a ajuda do governo do estado e do Ministério da Saúde.

Até esta segunda-feira, Foz do Iguaçu conta com 75 leitos de UTI geral para pacientes com a Covid-19.

O município estuda ainda a possibilidade de deixar um posto de saúde apenas para esse primeiro contato, caso brasileiros e paraguaios busquem por atendimento médico em Foz do Iguaçu.

Segundo a prefeitura, a secretaria municipal busca também recursos humanos, pois os profissionais de saúde estão em falta.

Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, até está segunda-feira, Foz do Iguaçu registrou 7.515 casos confirmados do novo coronavírus, e 117 mortes pela Covid-19.

 

VÍDEOS: Bom Dia Paraná de segunda-feira, 12 de outubro

 

 
 
 
 

Meio Dia Paraná - Foz do Iguaçu

Vice-prefeito de Foz diz que não há confirmação oficial para reabertura da fronteira

Reabertura da Ponte da Amizade está prevista para 15 de outubro.

13 de out de 2020 às 12:19

 
Próximo Romaria até santuário em Santa Izabel do Oeste foi cancelada por causa da pandemia


Governo paraguaio pode frustrar expectativa de comerciantes da fronteira; foto: Antônio Coca As fronteiras em Pedro Juan Caballero e Salto Del Guairá podem continuar fechadas por causa da pandemia da Covid-19. No entanto, segundo o ministro paraguaio Federico Gonzáles, a Ponte da Amizade localizada em Foz do Iguaçu (PR), no Brasil, será reaberta na próxima quinta-feira (15).

“Continuemos vigilante, não abaixemos a guarda. Nosso inimigo é poderoso e estamos vendo a doença retornar onde já estava controlado, como na Europa”. Este foi o apelo feito pelo secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, durante a transmissão ao vivo realizada nesta terça-feira (13), nas redes sociais do Governo do Estado, em referência a uma possível queda na curva da pandemia.

A Polícia Militar Rodoviária (BPMRv) realizou no período de 08 a 13 de outubro a “Operação Nossa Senhora Aparecida 2020” que teve como principal objetivo intensificar a fiscalização e ampliar a presença policial militar em pontos e horários sensíveis nos mais de 15 mil quilômetros de rodovias estaduais de Mato Grosso do Sul. Durante a Operação foram apreendidos aproximadamente 300 quilos de maconha e 80 pacotes de cigarros, emitidas mais de 300 infrações de trânsito. Além do atendimento de oito acidentes de trânsito, sendo registrados dois óbitos nas rodovias do Mato Grosso do Sul.

 


FONTE: PONTA PORÃ NEWS

Processo tramita na Justiça há 14 anos, mas, candidato do Patriota continua recorrendo

Uma ação civil pública que vem tramitando em diferentes escalões da Justiça de Mato Grosso do Sul desde 2006, pode acabar comprometendo a candidatura a prefeito do professor Ronaldo Franco Mendes, em virtude do que prevê a Lei da Ficha Limpa e (ainda em vigor) a proibição imposta pela Justiça de não poder candidatar-se a cargos públicos pelo período de 8 anos, uma vez que, segundo os autos, o trânsito em julgado da decisão de mérito só ocorreu em setembro de 2019.

Os advogados de Ronaldo Franco impetraram nova ação rescisória com pedido de antecipação de tutela no começo desse mês, mas o pedido foi rejeitado pelo Tribunal de Justiça, diante de uma infinidade de impedimentos e proibições impostas pela Constituição e que podem ser acompanhadas em detalhes no conteúdo da ação, de acesso público, através desse endereço eletrônico: file:///C:/Users/Home/Downloads/1410992-30.2020.8.12.0000%20(1).pdf

 

O CASO

De acordo com as afirmações do Ministério Público de Mato Grosso do Sul, mais precisamente pela 3ª Vara Cível da Comarca de Ponta Porã, em meados da campanha eleitoral de 2004, quando Mendes postulou uma vaga à Câmara Municipal, ele teria se beneficiado com a soma de R$ 2.000,00, provenientes de um depósito em cheque do Previporã (Instituto de Previdência Social de Ponta Porã), sem que houvesse autorização ou justificativa legal que amparasse o que foi considerado desvio de recursos públicos e, portanto, improbidade administrativa.

A sentença proferida foi a seguinte:

A perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao seu patrimônio, os quais totalizam R$ 2.000,00 (dois mil reais);

O ressarcimento integral do dano provocado ao erário no total de R$ 2.000,00 (dois mil reais);

suspensão dos direitos políticos pelo período de oito anos; iv. o pagamento de multa civil no valor de três vezes o acréscimo patrimonial obtido, o que corresponde ao total de R$ 6.000,00 (seis mil reais), a ser revertido em favor do Previporã;

A proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de dez anos.

DEFESA

A defesa do candidato alega que o então presidente do Previporã, Anísio Rodas, teria dito a Ronaldo que o prefeito de Ponta Porã em 2004, o já falecido Vagner Cirilo Piantoni, teria determinado que ele receberia uma ajuda financeira para sua candidatura a vereador e que ele (Ronaldo) jamais imaginou que os recursos teriam origem ilícita.

Alega também que Mendes nunca efetuou qualquer depósito em cheque ou em espécie na ocasião.

Jornal Che Fronteira tentou ouvir pessoalmente o candidato na manhã dessa terça-feira, mas ele faltou ao compromisso e só justificou mais tarde que foi impedido em virtude de compromisso inadiável na Justiça Eleitoral. Todavia, não foi mais possível, em virtude desse matutino ter hora programada para encerramento da edição, ouvir mais detalhes sobre a situação da própria boca de Franco, cuja chapa, pelo Patriota, conta com a vaga de vice-prefeito preenchida pelo comerciante Mozair do Carmo, da mesma legenda.

O assunto não acaba aqui e certamente terá novas repercussões, Continue acompanhando nas páginas do Jornal Che Fronteira, o único jornal diário da região. (Edmondo Tazza – MTE/MS 1266)

Publicado no Jornal Che Fronteira de 30.09.2020

Nesta quarta-feira (30), Gretchen se casou com o saxofonista Esdras de Souza, em Belém do Pará, com direito a cem convidados e uma linda cerimônia.

Página 1 de 99

Notícias Recentes

CURTA NOSSA PÁGINA

Imagens Notícias

Candidato(a) a Vereador(a) pagará até R$ 1 mil por divulgação em facebook de Eleitores

Motorista foge e abandona carreta com maconha com quatro toneladas de maconha

Europa tem mais de 250 mil mortes por Covid-19, diz agência

Homem preso com barras de ouro escondidas no ânus

Paraguai divulga regras para a reabertura gradual da Ponte da Amizade

Fronteiras de Pedro Juan e Salto Del Guairá podem continuar fechadas

Coronavírus em Mato Grosso do Sul já ultrapassa 75 mil casos confirmados

Polícia Militar Rodoviária divulga balanço do final de semana

Ação civil por improbidade administrativa pode comprometer candidatura de Ronaldo Franco