admin

admin

É a segunda remessa entregue pela empresa ao município visando contribuir no combate ao COVID-19

 

A prefeitura de Ponta Porã, através da secretaria municipal de Saúde, recebeu no sábado (4), a entrega da JBS de um monitor de sinais vitais, cerca de 5 mil equipamentos de proteção individual (EPIs) – macacões impermeáveis e luvas de procedimentos – e 6 mil litros de álcool em gel ao Fundo Municipal de Saúde de Ponta Porã (MS).

Essa é mais uma doação da empresa para a cidade dentro do seu programa “Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o Mundo com Solidariedade”. No dia 17 de junho, foram entregues 33 mil EPIs (máscaras cirúrgicas e N95, aventais, toucas e viseiras faciais), além de 255 litros de sabonete líquido à mesma instituição.

Ponta Porã é um dos mais de 200 municípios que serão beneficiados pelo programa no Brasil. Em Mato Grosso Sul, a JBS fará a doação de R$ 21 milhões, sendo R$ 10 milhões para o Estado e R$ 11 milhões para 16 cidades sul-mato-grossenses, beneficiando mais de 1,5 milhão de pessoas.

“A JBS estruturou um programa dedicado a apoiar o país no enfrentamento a essa pandemia. Essa nova doação que chega à nossa cidade vem em um momento oportuno. Quando tudo isso passar também teremos deixado um legado importante para o sistema de saúde da região”, diz Fábio Brzozowski, gerente de Recursos Humanos da unidade da JBS em Ponta Porã.

Para Fábio Brzozowski “como empresa cidadã é muito significante poder contribuir com a comunidade onde vivemos e participamos. As doações chegam em um momento importante para o atendimento da população e para ajudarmos a salvar vidas na região”.

O secretário de Saúde, Patrick Derzi destacou a relevância da doação como forma de reforçar o trabalho desenvolvido, principalmente no tocante a proteção dos servidores da saúde, garantindo melhores condições para executar o trabalho diário.

O prefeito Hélio Peluffo agradeceu a empresa JBS pela contribuição enfatizando que a unidade Ponta Porã não conta com nenhum caso da doença, fruto da preocupação da empresa em todo o país no tocante a prevenção.

“Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o Mundo com Solidariedade” – Os R$ 400 milhões que serão doados pela JBS contra a pandemia no Brasil serão aplicados nas três frentes de atuação do programa – saúde, assistência social e ciência. A estimativa é que mais de 63 milhões de pessoas sejam beneficiadas com as ações.

Participaram do ato, realizado no Centro de Controle de Zoonoses, além do prefeito Hélio Peluffo e do gerente de Recursos Humanos da unidade da JBS em Ponta Porã, Fábio Brzozowski, a diretora da Farmácia Central, Juliana Manosso Caffarena, vereador Marcelino Nunes e servidores da Saúde municipal, além da imprensa que prestigiou o evento.

LEGENDA

Prefeito Hélio Peluffo recebeu da JBS mais uma remessa de equipamentos

O número de casos do novo coronavírus no Brasil subiu para 1.755.779 e o total de mortes chega a 69.184. Os dados, divulgados na noite desta quinta-feira (9), constam no painel atualizado pelo Conass (Conselho Nacional dos Secretários de Saúde), um sistema próprio de informações que reúne dados de contaminados e de óbitos em contagem paralela à do governo.

 
Yahoo Notícias
  • Nas últimas 24 horas, foram registrados mais 42.619 casos novos e 1.220 óbitos, segundo os dados divulgados pelo Conass. Na quarta-feira (8), o país tinha 67.964 mortes e 1.713.160 casos confirmados de Covid-19, de acordo com o conselho.

Prezando pela confiabilidade nas informações, o Yahoo Brasil passou a adotar como padrão, desde 8 de junho, os dados estatísticos divulgados pelas secretarias estaduais de Saúde através do Conass, e não mais os números apresentados pelo Ministério da Saúde.

Os dados do Conass também viraram referência para o Congresso Nacional, que abandonou a contagem do Ministério da Saúde. A decisão foi anunciada na segunda-feira pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre.

DADOS CONSOLIDADOS RETORNAM

Na terça, o governo do presidente Jair Bolsonaro voltou a divulgar os dados acumulados de casos confirmados e óbitos no site oficial disponibilizado pelo Ministério da Saúde, que haviam sido omitidos da plataforma na quinta-feira (4).

O recuo acontece após a determinação para retomada da divulgação, decidida pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes, na noite de segunda-feira (8), ao acatar um pedido protocolado pelos partidos Rede, PSOL e PC do B.

Mais cedo nesta terça, o ministro-interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, voltou a negar que a pasta esteja escondendo dados da Covid-19, e reiterou que os dados retirados seriam recolocados no portal, durante reunião da comissão externa da Câmara dos Deputados que acompanha as ações de combate à pandemia da Covid-19.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Fabricio Queiroz durante a ação de sua prisão no dia 18 de junho de 2020 (NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images)

O ministro João Otávio de Noronha, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), aprovou um pedido de prisão domiciliar ao ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz. A informação foi revelada pela revista Veja nesta quinta (9).

  • Noronha recebeu o pedido liminar porque é responsável pelos pedidos urgentes que chegam ao STJ, já que o Judiciário está de recesso desde a última quarta (8). Com isso, a decisão sai das mãos do ministro selecionado no STJ para o caso das “rachadinhas”, Félix Fischer.

A defesa do subtenente aposentado da Polícia Militar havia solicitado a substituição da prisão preventiva dele, que está preso no Complexo de Gericinó (Bangu 8), na Zona Oeste do Rio. O advogado Paulo Emílio Catta Preta havia argumentado, ao apresentar o pedido, que o cliente é portador de câncer de cólon e corria riscos de saúde devido à pandemia da Covid-19.

O ex-assessor é investigado por participação em um esquema de “rachadinhas” na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) enquanto trabalhava no gabinete do hoje senador Flávio Bolsonaro. Ele foi preso no dia 18 de junho através de uma ação da Polícia Civil de São Paulo em um sítio pertencente ao advogado de Jair Bolsonaro, Frederick Wassef, em Atibaia, no interior paulista.

* Com informações do Extra

Jayana Moreira tem uma das músicas mais tocadas em 2020. Jayana Moreira Cantora gospel Lançou recentes: sua musica com nome Ninguém Viu, A Glória Do Eu Sou e O Segredo veja o  linktr.ee/JayanaMoreira, Ninguém Viu, A Glória Do Eu Sou uma das melhores músicas evangélicas da cantora poderá ser uma das mais tocadas nas rádios do Brasil, no youtube, na internet e nas igrejas em 2020.

Biografia

Jayana Moreira é uma cantora gospel, nascida em Mucuri-BA e criada em Nova Viçosa-BA. Aos 6 anos de idade já mostrava o seu talento para a música, se dedicando totalmente a música gospel, hoje Jayana Moreira é uma das vozes mais marcantes do cenário pentecostal. Uma das suas canções de maior sucesso, é o louvor "Ninguém Viu", que em menos de 1 mês já ultrapassava a marca de 200 MIL visualizações. Jayana Moreira é casada com o digital influencer William Aragão, mais conhecido como "Coisas Pra Crente".

As canções estão disponíveis nas plataformas digitais e YouTube.
 youtu.be/PIziAfquGP4

Por Marcio Blanco

 

 

Mulher saiu sem nenhum ferimento, apesar de dano no veículo.

Michael Caceres
 
Enquanto dirigia pela cidade de Brockton, Massachusetts, a caminho de sua casa, Debby Clish afirma ter ouvido claramente uma voz lhe orientando e reconhece como sendo a voz de Deus.

Essa voz a livrou de sofrer um grave acidente, que poderia ter sido fatal, caso ela não tivesse obedecido.

“Na verdade, ouvi a voz de Deus me dizer ‘se abaixe’ e abaixei-me”, contou ao The Enterprise, momentos depois de ser avaliada por paramédicos.

Assim que se abaixou, um galho de árvore atingiu violentamente o pára-brisa dianteiro, entrando no carro pouco acima do volante, indo em direção onde a cabeça de Clish estaria posicionada.

 

Ela saiu ilesa, apenas com um pequeno corte em sua mão, possivelmente por conta dos estilhaços de vidro.

“Eu estou muito agradecida. Era uma situação muito grave. Eu continuo dizendo: ‘Obrigado, Deus'”, afirma.

Clish havia visitado o pai que está hospitalizado, quando passou por um cruzamento enquanto ouvia música.

“Aconteceu de repente”, disse ela. “Imagine você dirigindo pela rua ouvindo música country e bam, de repente você ouve a voz de Deus dizendo: ‘se abaixe’. Coloquei minha cabeça no banco do passageiro e ‘wham!’ O galho veio através do vidro”, conta.

Ela passou por uma avaliação médica no local, mas como não houve ferimentos, acabou sendo liberada.

“Este é um presente de Deus. Eu não discuto com Deus. Quando ele me diz para me abaixar, eu me abaixo e vou embora sem nada – não tenho ferimentos, apenas um carro danificado. Deus me salvou”, comemora.

Os 17 vereadores de Ponta Porã demonstraram claramente que estão interessados em ajudar a administração municipal na aplicação dos recursos públicos. Os parlamentares aprovaram na sessão ordinária de terça-feira, 07 de julho, 66 emendas ao projeto de lei da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que vai nortear a elaboração do Orçamento do Município para o ano de 2021.

Medida vale para antigos e novos contratos de linha emergencial

Investigação aponta que governador recebeu R$ 67 milhões em propina

Na noite de domingo (5), mulher de 38 anos foi vítima de esfaqueamento em Tacuru, a 416 quilômetros de Campo Grande. Ela foi ferida pela própria filha, de 22 anos, e no hospital acabou descobrindo que pode estar com coronavírus.

A jovem fugiu após o crime

Segundo o registro, equipe da Polícia Militar foi acionada para ir até a Aldeia Sassoro, onde a vítima tinha sido ferida a facada. No local, encontraram a mulher com o corte grave no rosto sendo atendida por um médico.

O marido dela contou aos policiais que a vítima foi agredida pela filha, enteada dele, mas que não sabia o motivo. Até mesmo a mulher não soube dizer o motivo das agressões e foi levada ao hospital em seguida, onde permaneceu internada.

 

Com isso, o caso foi registrado como lesão corporal dolosa, quando há intenção, mas a autora do crime não foi encontrada. Já no hospital, foi identificado que a mulher e o marido ainda poderiam estar contaminados com o coronavírus e, por isso, foram mantidos em isolamento.

Desembargadora diz que decreto do DF já obriga uso da proteção

Página 1 de 90

Notícias Recentes

CURTA NOSSA PÁGINA

Imagens Notícias

Prefeitura de Ponta Porã recebe mais de 5 mil EPI´s da JBS

Covid-19: Brasil tem 69.184 mortes e 1.755.779 casos confirmados, dizem secretarias de Saúde

STJ concede prisão domiciliar a Fabricio Queiroz

Cantora Jayana Moreira é destaque da musica Gospel em 2020

Motorista ouve Deus lhe dizer para se abaixar e escapa de acidente: “Ele me salvou”

Vereadores de Ponta Porã aprovam 66 emendas ao projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias

Caixa isenta linhas do Pronampe de tarifa de abertura de crédito

Vostok: Reinaldo e filho são indiciados pela federal por corrupção e lavagem de dinheiro

Mãe é socorrida após ser esfaqueada no rosto pela filha