Homem é executado a tiros na fronteira, o segundo caso em 12 horas Featured

Crime ocorreu em Pedro Juan Caballero; rapaz foi morto com tiros na cabeça e massa encefálica ficou espalhada no chão

Helio de Freitas, de Dourados/campograndenews
Adolescente chora sobre o corpo de rapaz executado há pouco em Pedro Juan Caballero (Foto: Direto das Ruas)

Homem identificado como Vergilio Vera, o “Preto’i”, foi executado a tiros por volta de 11h40 desta terça-feira (8) em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia vizinha de Ponta Porã (MS), a 323 km de Campo Grande. É o segundo assassinato registrado na cidade em 12 horas.

 

O crime ocorreu no cruzamento das ruas Pachito López e Loma Valentina. O cidadão paraguaio estava sentado em uma cadeira de plástico na sombra de uma árvore quando o pistoleiro se aproximou e o executou com tiros na cabeça. Os disparos arrebentaram o crânio do rapaz e a massa encefálica ficou esparramada no chão.

Na noite de ontem, o também paraguaio Marcelino Soler Fernández, 42, foi morto com nove tiros de revólver no bairro Defensores del Chaco, em Pedro Juan Caballero. Ele seguia a pé por rua escura na companhia do brasileiro identificado como Leonardo Miranda de Oliveira quando apareceu o pistoleiro com capuz na cabeça e anunciou o assalto.

Policiais paraguaios suspeitam que a morte de Marcelino tenha ligação com a disputa entre homossexuais por pontos de prostituição na cidade fronteiriça.

Rate this item
(0 votes)

Deixe um comentário em nosso mural

Certifique-se de inserir todas as informações necessárias, indicadas por um asterisco (*). Código HTML não é permitido.

Notícias Recentes

CURTA NOSSA PÁGINA

Imagens Notícias

AGENTES DE FISCALIZAÇÃO DE TRÂNSITO DE PONTA PORÃ PARTICIPAM DE CURSO DE ATUALIZAÇÃO

COMERCIANTE É EXECUTADO EM PONTA PORÃ

Brasil e Venezuela são eleitos para Conselho de Direitos Humanos da ONU

Aneel pode taxar energia solar em 63% e frear produção sustentável do setor

Leilão de energia movimenta R$ 44 bilhões em nove estados

PONTAPORANENSES SÃO ENCAMINHADAS A DELEGACIA DE POLÍCIA AO SER FLAGRADA COM CARGA DE MACONHA

OMS comemora aprovação da primeira vacina contra o ebola

Receita Federal em Ponta Porã destina cem mil reais em mercadorias apreendidas para unidade da APAE