Bolsonaro defende vinculação do Coaf ao Banco Central Featured

O presidente Jair Bolsonaro defendeu a vinculação do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) ao Banco Central, de forma a evitar que o órgão sofra pressões políticas. A declaração foi feita hoje (9) de manhã, quando o presidente deixou o Palácio do Alvorada.

A reforma administrativa do governo do presidente Jair Bolsonaro previa a transferência do Coaf para o Ministério da Justiça e Segurança Pública. A medida, no entanto, foi rejeitada pelo Congresso Nacional, que manteve o órgão subordinado ao Ministério da Economia.

“O que pretendemos é tirar o Coaf do jogo político e vincular ao Banco Central [BC]. Caso vá para o BC, o Coaf fará seu trabalho sem suspeição de favorecimento político. Se for no BC quem vai decidir é o Roberto Campos [presidente do BC]. Ao que parece ele pretende ter um quadro efetivo do Coaf, que mudaria de nome. Quanto menos a política interferir no destino do país, melhor”, disse Bolsonaro.

Imposto de Renda

O presidente voltou negar a intenção de criar uma nova Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). Ele, no entanto, defendeu uma desburocratização do Imposto de Renda, de forma a evitar as indas e vindas de recursos por conta de deduções a partir de notas fiscais de gastos com saúde e educação.

“Queremos facilitar o Imposto de Renda. Aumentar a base, acabar com algumas deduções e diminuir a margem de 27,5%. Grande parte [da população] paga o Importo de Renda e o recebe [de volta]. Nós sabemos que tem muita gente arranjando nota fiscal para justificar educação, saúde. A gente quer acabar com isso, simplificando”, acrescentou.

  • Edição: Denise Griesinger
Rate this item
(0 votes)

Deixe um comentário em nosso mural

Certifique-se de inserir todas as informações necessárias, indicadas por um asterisco (*). Código HTML não é permitido.

Notícias Recentes

CURTA NOSSA PÁGINA

Imagens Notícias

Delegada diz que casal que espancou menino é incapaz de manter guarda

Simples Nacional revoga exclusão de 14 profissões de lista do MEI

Wanderlei Avelino solicita cobertura em frente aUBS da Vila Áurea

INDIVÍDUO COM VÁRIAS PASSAGENS PELA POLÍCIA E EXECUTADO A TIROS EM PONTA PORÃ

Trabalhador percorre 100 km a pé para denunciar escravidão e 17 são resgatados de fazendas em MS

Congresso mantém vetos sobre mudanças no Fundo Eleitoral

Farid Afif preside a 40ª sessão ordinária daCâmara Municipal de Ponta Porã

Rony Lino Miranda solicita instalação de placaspróximo aos conjuntos semafóricos do município

Paulinho Roberto do PT solicita redutor develocidade na área central do município