Rio ganha duas usinas que transformam lixo em energia limpa Featured

Transformar lixo em energia e combustível. Essa será a função das duas usinas da Gás Verde S.A inauguradas hoje (4), no estado do Rio de Janeiro. As unidades estão situadas nos aterros sanitários de Seropédica, na região metropolitana, e em Nova Iguaçu, Baixada Fluminense.

Segundo a Gás Verde S.A, o biogás é mais puro do que o gás natural proveniente do petróleo. Depois de refinado, ele é comercializado como combustível para veículos e indústrias. Já o gás extraído do lixo alimenta a usina térmica da empresa, já interligada ao sistema energético.

Em Seropédica, o biogás é adquirido da Ciclus, empresa que administra o aterro sanitário local, considerado o maior da América Latina, com cerca de 10 mil toneladas de lixo diárias recebidas dos municípios do Rio de Janeiro. A usina tem capacidade de produzir 200 mil metros cúbicos diários, volume capaz de encher o tanque de 13 mil veículos. A perspectiva é que, quando estiver em plena operação, a unidade produza 73 milhões de metros cúbicos de gás natural renováve (GNR) por no.

Na usina de Nova Iguaçu, o biogás que vem do aterro administrado pela Foxx Haztec é comprado pela Gás Verde e usado para alimentar a sua térmica. A usina utiliza 9,5 mil metros cúbicos de biogás por hora para a produção de 150 mil megawatts-hora (MWh) de energia por ano, volume capaz de atender ao consumo de 70 mil residências.

De acordo com a Gás Verde, S.A, por se tratar de uma fonte renovável, a energia gerada é menos poluidora do que térmicas movidas a carvão, óleo e gás natural. Com isso, contribui para reduzir as emissões de gases causadores do efeito estufa, além de propiciar ganhos financeiros adicionais para os aterros sanitários.

Edição: Alessandra Esteves
Rate this item
(0 votes)
Última modificação em Sexta, 05 Julho 2019 00:23

Deixe um comentário em nosso mural

Certifique-se de inserir todas as informações necessárias, indicadas por um asterisco (*). Código HTML não é permitido.

Notícias Recentes

CURTA NOSSA PÁGINA

Imagens Notícias

Campo Grande terá toque de recolher às 21h, horário do comércio ampliado e blitze

Coronavírus: Rússia deve realizar vacinação em massa no começo de 2021

Maior parte das UTIs de Campo Grande está ocupada com vítimas de violência

Justiça mantém internação de adolescente que roubou mulher a caminho do trabalho

Promoção: Quarto dos Meus Sonhos

Em casa: saiba como melhorar o rendimento nos estudos durante a pandemia

Coronavírus: casos se aproximam de 1,3 mi na Índia e Espanha fala em 2ª onda de infecção

Pedido de desculpas não livra de punição desembargador que humilhou o guarda

Oi fecha acordo para venda e pode virar operadora de redes