Ex-policial é morto na frente da família em estacionamento do Shopping China Featured

A poucos metros de Ponta Porã

 CAMPO GRANDE NEWS / HELIO DE FREITAS, DE DOURADOS

O ex-policial paraguaio Milciades Barreto Paredes, conhecido como “Pantera', foi executado há pouco em Pedro Juan Caballero, cidade vizinha de Ponta Porã (MS), a 323 km de Campo Grande. O crime ocorreu no estacionamento do Shopping China, maior loja de importados da fronteira e a poucos metros do território brasileiro.

Milciades estava com familiares e no momento em que deixava a loja de importados foi perseguido pelos pistoleiros e alvejado com vários tiros. Cápsulas deflagradas de calibre 9 milímetros foram encontrados ao lado do corpo.

Outros clientes do shopping entraram em desespero e saíram correndo, temendo serem atingidos pelos tiros. Havia grande movimento no estacionamento e dentro da loja.

A reportagem apurou que Milciades estaria pressionando outros policiais para ser readmitido na Polícia Nacional do Paraguai. Caso contrário, prometia revelar o que sabia sobre o envolvimento dos antigos colegas com o crime organizado. Ele possuía antecedentes por tráfico de drogas e de armas no Brasil.

Rate this item
(0 votes)

Deixe um comentário em nosso mural

Certifique-se de inserir todas as informações necessárias, indicadas por um asterisco (*). Código HTML não é permitido.

Notícias Recentes

CURTA NOSSA PÁGINA

Imagens Notícias

Golpistas vendiam casas ‘fakes’ por R$ 12 mil e esquema é descoberto pela polícia em MS

Bolsonaro descarta recriação do Ministério da Segurança Pública

Novo portal do Sisu deve gerar economia de R$ 25 milhões em cinco anos

Casal de MS pedala 750 km para chegar à praia de bike

Estudantes podem se increver no Sisu a partir desta terça-feira

FORÇAS DA SEGURANÇA PÚBLICA PARAGUAIAS APREENDEM ARMAS DE GUERRA, AERONAVE E DOIS ACABAM PRESOS NA FRONTEIRA COM O MS

Moro diz que fugitivos “vão ganhar passagem só de ida” a presídio federal

O que é couvert artístico e por que pagar?

Cantor de igreja tem celular apreendido e é indiciado por estupro de menino