Itaipu comemora marca de 2,5 bilhões de MWh de energia limpa e renovável.

0
3
Solar panels on suburban Australian home

O diretor-geral brasileiro da Usina Hidrelétrica de Itaipu, Luiz Fernando Leone Vianna, anunciou hoje (22) que a empresa chegou à marca histórica de 2,5 bilhões de megawatts-hora (MWh) de energia limpa e renovável. Segundo ele, o volume representa quase 1 bilhão de MWh a mais do que a  segunda colocada em produção acumulada no mundo, a Usina de Guri, na Venezuela, com aproximadamente 1,5 bilhão de MWh.

A hidrelétrica venezuelana começou a operar em 1978, enquanto a usina brasileiro-paraguaia, em maio de 1984.

O recorde dos 2,5 bilhões de MWh foi alcançado nessa terça-feira (21), às 0h24 (horário brasileiro de verão). Para celebrar a nova conquista, uma solenidade reuniu, além do diretor brasileiro, o diretor-geral paraguaio de Itaipu, James Spalding, representantes da diretoria e do conselho, empregados da usina e ministros de Energia de países de língua portuguesa, que estavam em Itaipu para um encontro da Comunidade de Língua Portuguesa.

Petróleo

Com esse novo marco, Itaipu reafirma seu papel estratégico para o Brasil e Paraguai. Atualmente, a binacional responde por 17% do consumo brasileiro e 90% do mercado paraguaio.

De acordo com Luiz Fernando Vianna, a energia limpa gerada por Itaipu em quase 34 anos evitou a emissão de dois bilhões de toneladas de CO2 na atmosfera. “Se toda a energia de Itaipu tivesse sido gerada por combustível fóssil, como o petróleo, teriam sido consumidos cinco bilhões de barris, o equivalente a dois meses da produção mundial petrolífera”, afirmou o diretor.

“O que diferencia Itaipu, além da união dos dois países, considerada exemplo pela Organização das Nações Unidas (ONU), é a excelência de todo o seu pessoal”, acrescentou Vianna.

Edição: Armando Cardoso

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA