Duas pessoas, entre elas a mulher do soldado, foram presas e levadas para a delegacia da Polícia Civil. Moshe Dayan Simão Kaveski levou quatro tiros na cabeça.

Por Denise Soares, G1 MT.

Moshe Dayan Simão Kaveski, de 28 anos, (Foto: Facebook/Reprodução)

Um soldado da Polícia Militar foi assassinado a tiros na noite dessa segunda-feira (4) ao chegar em casa, no Distrito de União do Norte, em Peixoto de Azevedo, a 692 km de Cuiabá. De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, Moshe Dayan Simão Kaveski, de 28 anos, foi atingido por vários disparos na cabeça. Duas pessoas, entre elas a mulher do soldado, foram presas e levadas para a delegacia da Polícia Civil.

A Polícia Civil informou ao G1 que Moshe estava em uma motocicleta, com a mulher na garupa, e chegava em casa quando foi baleado por duas pessoas. O PM havia acabado de abrir o portão da casa quando foi atingido pelos disparos. O soldado, que usava capacete, foi atingido por quatro tiros na cabeça.

Moshe Dayan Simão Kaveski, que é soldado da PM, foi assassinado ao chegar em casa (Foto: Facebook/Reprodução)

Segundo a PM, a mulher de Moshe deu duas versões sobre o que aconteceu. No primeiro momento ela disse que se tratava de uma pessoa, que usava roupas escuras, que teria atirado no soldado. Depois disso, deu outra versão dizendo que eram duas pessoas que levaram o celular dela.

Ela disse que momentos antes do crime, no período da tarde, estava com o marido em uma obra de um bar que o casal está construindo na região. Depois de irem nessa obra, o casal se encontrou com amigos e ingeriram bebidas alcoólicas.

A segunda pessoa presa estava com Moshe momentos antes do crime. Os dois detidos devem prestar depoimento à Polícia Civil nesta terça-feira (5).

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA